Críticas

Opinião: Demora da Record em tomar uma providência pode causar danos irreparáveis

No último dia 25 de julho, afim de aumentar os seus lucros, a RecordTV decidiu montar uma nova programação, e deixar um pouco de lado as noticias policiais do “Cidade Alerta”, que viu seu tempo cair pela metade após isso. Apostando na reprise de “Os Dez Mandamentos” e no informativo “SP Record”, além da estreia de “Belaventura”, a emissora pretendia aumentar a audiência de seu prime time (18h às 00h), mas o que se teve até aqui foi uma sangria desenfreada de público, dia após dia. Nesta quarta feira (10), meio da semana, a emissora viu todas as suas novas apostas registrarem recorde negativo, que devem ser superados na sexta, pois, se já está assim num dia comum, imaginem só num dia em que historicamente o números de televisores ligados é reduzido.

A RecordTV cometeu erros gravíssimos ao montar sua nova programação, considerando o momento de fragilidade que a emissora passa atualmente, já que foi a única que ainda não recuperou o público que perdeu com a Simba, não poderia fazer uma mudança de tamanha proporção, e simplesmente ignorando o fato de que o seu pilar do horário nobre é, e sempre foi, o “Cidade Alerta”. 

Outro erro observado nesta nova programação, é a reprise de “Os Dez Mandamentos”, batendo de frente com as últimas semanas de “Novo Mundo” e “O Que a Vida Me Roubou”, deixando o espaço livre também para o “Brasil Urgente” se beneficiar com o público que ficou órfão do “Cidade Alerta”. Resultado de tudo isso, foi o quarto lugar isolado em que a emissora vem amargando desde o último dia 25, quando ocorreu as mudanças. 

O “SP Record” com apenas 25 minutos de duração, não consegue elevar os índices tão rapidamente quanto se esperava, aliás, a emissora já deveria saber disso, até porque, os seus telejornais “Balanço Geral SP” e “Cidade Alerta”, quando recebem mal, só conseguem recuperar o público cerca de 50 minutos após seu inicio. A concorrência com o “SP2” da Rede Globo, também é um agravante, fora o “Jornal da Band”, que vem embalado pela alta do “Brasil Urgente”. 

Por fim, “Belaventura” sem a dobradinha com “A Escrava Isaura”, não conseguiu nem ter um momento de pico na emissora, e atualmente amarga médias de apenas 7 pontos na Grande São Paulo, lembrando uma época em que a emissora pretendia esquecer, quando terminou “Vitória” em 2015. 

Cheia de erros, a RecordTV precisa tomar uma providência o quanto antes e ajustar a sua programação, não havia necessidade de desperdiçar a reprise de “Os Dez Mandamentos” num horário tão ingrato, e que estava fadada ao fracasso antes mesmo de começar. O fato é que o folhetim não precisa mais provar nada a ninguém, foi um grande fenômeno de audiência, atingindo a liderança contra a principal atração da Globo, foi exportada para diversos países, teve um filme que foi o mais visto do cinema brasileiro, além de ser exibido também em diversos país, então poderia se esperar um momento mais oportuno para essa reprise. 

Quanto aos resultados do “SP Record”; “Belaventura” e “O Rico e Lázaro”, totalmente dependentes da entrega para terem resultados satisfatórios, só depende da decisão da emissora em corrigir o erro e pelo menos inverter essa reprise avulsa de “Os Dez Mandamentos”, com o “Cidade Alerta”. Caso essas mudanças não ocorram o quanto antes, o público ficará cada vez mais habituado à ver o “Brasil Urgente”, a audiência continuará em baixa, o canal colocará em risco até mesmo a sua vice liderança em 2017, já que sua média diária não para de cair.

Comente abaixo:
Avalie este post

Artigos relacionados