CríticasGloboNotíciasRecordTVSBT

Papo Rápido: Fábio Porchat está preparado para apresentar ao vivo

Mudança de posições

O sinal analógico em Goiânia e em mais 28 cidades de Goiás foi cortado nesta semana. Segundo os primeiros consolidados do Kantar Ibope, Globo e Record TV perderam audiência, enquanto SBT e Band ganharam. Inclusive a emissora de Silvio Santos, nesta quinta, 22, recuperou a vice-liderança na média dia.

Assim como na Grande São Paulo, é preciso dar tempo ao tempo para ter certeza de quem perdeu e quem ganhou com o corte analógico.

As últimas pesquisas registravam 92% da população dessas cidades aptas para receberem o sinal digital. Agora é esperar pra ver quando os 8% restantes vão providenciar o kit ou a TV com sinal digital. Só assim vai ser possível fazer uma análise mais qualitativa dos números de Goiás.

Sobre o Dudu Camargo

Nesta coluna, este colunista faz questão de abordar assuntos relevantes sobre a TV brasileira. Mas fazendo um parêntese sobre o caso do apresentador Dudu Camargo, do SBT, é preciso levar em consideração que a TV, por falta de criatividade, se afunda no mais alto lamaçal do sensacionalismo.

Bem é verdade que este apresentador, o Dudu, ainda é ruim, imaturo e inapto para apresentar um jornal em uma das maiores emissoras do Brasil, visto sua falta de experiência e talento. Nada que o tempo não possa melhorar a qualidade dele como apresentador.

Agora, acusá-lo de um crime, sem provas, ou brincar com sua opção sexual, é a síntese da incompetência e do sensacionalismo e só mostra como nosso país ainda é infantil para lidar com certos assuntos.

Também é preciso levar em consideração que alguns programas de rádio e TV estão aproveitando dessa onda para ganhar alguns pontinhos na audiência. E também é preciso lembrar que quem começou tudo isso foi Silvio Santos, mas quanto a ele nada vai mudar.

Será que não tem um bom assessor para trabalhar ao lado de Dudu? Creio que o mercado de trabalho tem bons profissionais para isso.

Leia também: Opinião: telespectador tem hábitos, mas emissoras ignoram

Nova faceta

Ver Fábio Porchat apresentando um programa ao vivo é algo incomum, mas é interessante.

Tirando o fato de o apresentador da Record TV ter gritado muito quando entrou no palco, como se ninguém o tivesse ouvindo em casa, o restante foi muito bom. Mostrou que Fábio tem condições de apresentar uma atração ao vivo, sem muitas complicações.

É um talento que a Record precisa cuidar e usar com parcimônia. Não precisa ir muito longe para ver que a emissora de Edir Macedo não tem um bom retrospecto nesse assunto. Grandes pratas da casa já tiveram a imagem desgastada na emissora, quando atingiu um patamar de sucesso.

Por enquanto, o trabalho do canal com Fábio Porchat tem sido positivo.

Se o programa é ruim, qual motivo de dar audiência?

No Twitter, um amigo fazia esta pergunta sobre o programa global “É de Casa”, que vai ao ar nos sábados de manhã da emissora.

A resposta é muito simples: não tem concorrência no horário. Enquanto Record TV e SBT não se movimentarem para trazer produtos de qualidade nos sábados, a Globo liderará soberanamente neste dia da semana.

Falando no sábado

A mudança do “Legendários”, de Marcos Mion, dos sábados para as sextas, foi um grande tiro no pé da Record. Atrapalhou a audiência dos sábados e das sextas.

Ninguém fez pesquisas antes de propor tal mudança?

Aliás, as últimas mudanças de programação da Record TV só complicaram a audiência do canal da Barra Funda.

Nos horários de Power Couple Brasil e Dancing Brasil nos sábados o ibope caiu. No horário da Sabrina, também teve queda e no antigo horário do Legendários a vice-liderança foi perdida para o SBT.

Quem pagará essa conta?

Leia também: Opinião: Globo e Gazeta dão exemplos de estratégia para outras emissoras

A queda continua

Programa do Gugu também vem sofrendo para conquistar o público nas quartas-feiras. Nesta última semana, a atração ficou na terceira posição.

Gugu está sofrendo do mesmo problema de sua primeira fase na Record: conteúdo. Alguns quadros são bons, mas precisa melhorar. A atração tem algumas pautas muito ruins. O resultado é queda de audiência.

Alguém precisa acordar por lá.

Enquanto isso…

Ratinho reina soberano no SBT. Seu programa atinge a vice em quase todos os dias.  Faturamento do programa também é bom. A audiência perdida após o corte analógico na Grande São Paulo já foi recuperada.

É pra aplaudir de pé mesmo.

Pra terminar

O SP1 da Rede Globo tem que ser elogiado. Além da ótima apresentação de César Tralli, o jornal da hora do almoço tem conteúdo de qualidade e bem diversificado.

E a audiência corresponde a altura. Não raras vezes o jornalístico global é a maior audiência do canal até o final da “Sessão da Tarde”.

É um feito e tanto.

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu autor, as quais não necessariamente refletem as da CTV Audiência.

Guinho César é jornalista. Fala sobre televisão há muitos anos em seus blogs pessoais. Possui um canal no YouTube.

Já entrevistou grandes nomes do jornalismo e comunicação do rádio e da TV como Milton Neves, Rafael Machado, Heródoto Barbeiro, Gilberto Barros, Clébio Cavagnolle, Haisem Abaki, Roberto Nonato, José Armando Vannucci e muitos outros. Hoje, edita as colunas “Papo Rápido”, “CTV Entrevista” e de opinião no CTV Audiência.

Comente abaixo:
Papo Rápido: Fábio Porchat está preparado para apresentar ao vivo
Avalie este post

Artigos relacionados