CríticasOpiniãoRecordTVSBT

Opinião: na TV, tempo é o melhor remédio

Tempo ao tempo

Na televisão, ainda que os números de audiência sejam importantes para o mercado publicitário, é importante destacar que, além disso, torna-se mais importante apresentar ao telespectador, que é quem consome, um produto de qualidade.

É difícil imaginar que uma empresa de grande porte se aventure em colocar sua marca em um produto de qualidade ruim. Isso pode manchar a imagem da empresa e riscos como esse podem terminar em prejuízo.

Ninguém quer que isso aconteça num momento em que a economia brasileira enfrenta uma de suas piores fases.

Primeira semana

A programação da Record TV, que nesta primeira semana viu seus índices de audiência caírem de forma abrupta, também viu a qualidade do que é apresentado se elevar.

Apesar deste colunista não acreditar ser o melhor momento da emissora reprisar uma novela que acabou a menos de dois anos, a qualidade do produto apresentado é infinitamente superior ao jornalístico Cidade Alerta.

Na mesma maré, não tem como comparar a ótima produção do SP Record com o sangrento jornalístico que era apresentado no horário há uma semana.

Vídeo: No “Papo Rápido”, Guinho César analisa o atual momento de Ana Maria Braga na Globo

Hábito

Na TV, o telespectador precisa se habituar com horários e produções apresentadas. Todos os gestores (ou é o que se espera) sabem disso e a resposta da Record TV sobre os números podem demonstrar um momento de amadurecimento da direção do canal paulistano.

Certamente, perder o segundo lugar para novela mexicana e produtos desgastados do SBT (com exceção ao seu jornal) pode ser ruim em um primeiro momento, mas ao que parece, Record TV está de olho no mercado publicitário e seus produtos são um grande chamariz para isso.

Cada um no seu lugar

Lógico que para o SBT, que não investiu um centavo no horário para concorrer com Record TV, tomar o segundo lugar é motivo de festa. E não está errado. Sem investimento, continuará ganhando o mesmo e com aumento na audiência.

Sobre isso, a emissora de Silvio Santos está feliz e usará como arma para o mercado publicitário a tese de que a vice-liderança foi reconquistada.

O canal tem esse trunfo nas mãos.

Papo Rápido: “SP Record” é um sopro de esperança para o jornalismo da RecordTV

Futuro imprevisível

Levando em consideração a primeira semana e os números alcançados pelas emissoras, é impossível afirmar que Record TV ou SBT ficarão na vice-liderança de forma consolidada. Os números poderão cair de um lado ou de outro.

Mas é possível afirmar que a qualidade do que está sendo exibido pelas mesmas pode ser o diferencial para alcançar anunciantes ou a vice-liderança.

Nem sempre os dois poderão ficar com o mesmo canal.

A receita é esperar

Apesar de não poder brincar em um momento tão complicado, Record TV terá duas saídas. A primeira é esperar e acompanhar a reação do público nas próximas semanas. Nesta semana o canal afirmou que não mudará a programação e acredita que os números irão crescer rapidamente.

A segunda saída, que não é a mais inteligente, é desistir e aumentar o tempo no ar do Cidade Alerta, para alavancar a audiência e criar um efeito cascata, mas isso pode colocar o projeto de qualidade de programação a perder.

Pra terminar

Para o telespectador há duas opções de conteúdo. Já para quem analisa TV, como este colunista, as movimentações nas emissoras, principalmente nas últimas semanas, foram ótimas e geraram muitas notícias.

Que venham mais mudanças na TV no futuro.

Assista também:

 

As opiniões aqui expressas são de responsabilidade de seu autor, as quais não necessariamente refletem as da CTV Audiência.

Guinho César é jornalista. Fala sobre televisão há muitos anos em blogs e sites. Possui um canal no YouTube.

Já entrevistou grandes nomes do jornalismo e comunicação do rádio e da TV como Milton Neves, Rafael Machado, Heródoto Barbeiro, Gilberto Barros, Clébio Cavagnolle, Haisem Abaki, Roberto Nonato, José Armando Vannucci e muitos outros. Também é colunista do “Papo Rápido” no CTV Audiência.

Comente abaixo:
Opinião: na TV, tempo é o melhor remédio
Avalie este post

Artigos relacionados